Connect with us
Thaís Rossi

Published

on

Mais uma vez o Fórum da Educação estará presente no evento, dessa vez a atração será ampliada, oferecendo um modelo de aprendizado mais interativo. No espaço patrocinado pela Microsoft, os educadores participantes vão encontrar oportunidade para aperfeiçoamento profissional, inspiração e troca de experiências, além de inovações, métodos alternativos e casos de superação. O evento contará com oito convidados, incluindo o monge zen budista Haemin Sunim (autor de As coisas que você só vê quando desacelera), o educador português José Pacheco (Fundador da escola Ponte, em Portugal) e o ex-judoca, fundador e presidente do Instituto Reação, Flávio Canto.

O espaço, que terá curadoria da LER Conecta, receberá um formato inédito chamado EduTalks (ciclos de conferências e debates) que fará com que seja possível o contato entre os professores e os editores responsáveis pelos livros usados em sala de aula, oferecendo a chance de tirar dúvidas, fazer sugestões e debater sobre os conteúdos. Com esse modelo dinâmico, o evento permitirá que as editoras tenham a oportunidade de cativar os participantes com palestras e novidades diversas.

Para Tatiana Zaccaro, diretora geral da Bienal do Livro, o evento é uma oportunidade para os educadores conversarem entre si e serem ouvidos, fortalecendo o vínculo educacional que os une.

“Para a maioria dos brasileiros, os professores são o único elo entre o universo literário, a criança e o jovem. Nada mais justo do que valorizá-los com experiências enriquecedoras para seu dia a dia de trabalho”

O fórum é importante não só para os educadores, mas principalmente para os alunos, pois são eles quem vão sair ganhando no final com essa troca de experiências que só tem a enriquecer os métodos de ensino dos professores. Todo o conhecimento adquirido nesses dois dias irá melhorar bastante os conteúdos passados em sala de aula.

Além do encontro de educadores, outra novidade esse ano é o Bienal nas Escolas, um evento que tem como objetivo fazer com que todos os alunos e professores de rede pública tenham direito ao enriquecimento literário trazido pelo evento. Autoras como Myrian Leitão e Thalita Rebouças fizeram visitação em diversas escolas para ler, debater e palestrar sobre suas obras.

Em tempos em que a educação está sendo negligenciada politicamente é preciso aproveitar todos os recursos oferecidos para que seja possível motivar educadores e alunos a estreitar cada vez mais o elo com o aprendizado. Por isso, essas medidas assumem hoje uma importância necessária para fortalecer a luta pela educação.

A Bienal XIX acontecerá entre 30/08 e 08/09 no RioCentro.

Advertisement
Comments

Parceiros Editorias

Mais lidas