Connect with us
Rodrigo Roddick

Published

on

O Café Digital é a nova atração da Bienal do Livro Rio lançada exclusivamente online. Ele começou no dia 10 deste mês e tem como base o Café Literário, que é marca registrada nos eventos presenciais da feira. O espaço tem como proposta expandir para o ambiente virtual as discussões sobre temas de impacto na sociedade contemporânea, de modo que elas não fiquem restritas apenas aos dez dias do evento, a cada dois anos.

A Bienal já vinha desenvolvendo um projeto para transformar a feira em um espaço virtual em que todos os painéis seriam acessados na íntegra. Devido ao isolamento social, os organizadores decidiram adiantar uma das atrações e o Café Literário foi escolhido como o primeiro produto a ser adaptado para o formato digital.

“O evento continuará existindo no formato que o público conhece há quase 40 anos, mas agora estará presente na vida das pessoas todos os dias. Esse era um desejo nosso há bastante tempo e também dos visitantes, que sempre nos perguntavam o porquê de só fazer a cada dois anos; uma vez que há tanto conteúdo nacional e internacional para conhecer e debater. Realmente fazia falta ter uma presença constante”, revelou Tatiana Zaccaro, responsável pela direção-geral do festival.

A escolha do Café Literário se relaciona também com o momento pandêmico, afinal o bloco tem como característica discutir assuntos mais profundos da sociedade; temas delicados e também polêmicos. E a pandemia do Covid-19 tem gerado muitas discussões com argumentações de frentes distintas, inclusive políticas.

O Café Online começou no dia 10 de junho com o jornalista Guga Chacra, e na última quinta-feira (18) a atriz, cantora e compositora Nada Costa também passou pelo programa. Para fechar o mês de junho, o ator Lázaro Ramos é presença confirmada no dia 26. A live vai acontecer através do perfil da Bienal do Livro Rio no Instagram. A programação de julho vai contar com Emicida e Gabriela Priori.

Bienal do Livro SP 2020 é cancelada

Em decorrência da pandemia do novo coronavírus, a Bienal do Livro SP prevista para este ano não vai mais acontecer, portanto a 26ª edição da feira foi reprogramada para 2022. O festival comunicou o público através de suas redes socais e eles, apesar de relutarem, entenderam a decisão.

Advertisement
Comments

Mais lidas