capa

Crítica: Malévola – Dona do Mal “Divertido, porém não foge do básico”

Sequência de Malévola é um filme bonito e interessante, porém possui um enredo básico

Malévola: Dona do Mal é a continuação de seu primeiro filme intitulado Malévola. O longa é dirigido por Joachim Rønning (Piratas do Caribe: A Vingança de Salazar) e escrito por Linda Woolverton, e reescrito por Jez Butterworth. Ele é estrelado por Angelina JolieElle Fanning, que reprisam seus papéis do filme anterior, enquanto Michelle Pfeiffer e Chiwetel Ejiofor fazem suas estreias na continuação.

12

Cinco anos após o primeiro filme, a vida pacífica de Malévola como protetora dos Moors muda inesperadamente quando o príncipe Phillip pede Aurora em casamento e ela aceita. Sem que ninguém soubesse, a mãe de Phillip, a rainha Ingrith, planeja usar o casamento para dividir os humanos e as fadas para sempre. Com Malévola e Aurora em lados opostos de uma guerra iminente, as duas questionam se podem verdadeiramente ser uma família.

A premissa do longa é interessante e divertida, porém não foge do básico. Ele é bem parecido com o primeiro filme, Malévola é vista como vilã pelos humanos, mas sempre são eles que armam contra ela e Aurora parece sempre ficar perdida, não sabendo se apoia a madrasta ou os humanos.

2

Os efeitos visuais do filme são muito bons, o que é de se esperar da Disney, tanto quando se trata dos seres mágicos quanto da magia da Malévola. Outro fator positivo é a arte e figurino do filme. Nas cenas da Aurora como rainha dos Moors, tudo é colorido, com tons pastéis, justamente para mostrar a inocência da personagem. Nas cenas da Malévola, tudo é escuro, com tons de cinza, preto, marrom e verde. E quando vemos os humanos, principalmente a rainha, as roupas lembram as vestimentas da Europa dos anos 1500.

A narrativa traz um elemento novo para a história da protagonista, o seu passado. Nesse novo filme passamos a conhecer a origem da vilã, sobre sua espécie e seu habitat. Infelizmente, alguns desses novos elementos parecem não fazer muito sentido com o que já conhecemos, mas nada que cause um grande conflito com a animação original.

3

Apesar disso tudo, se você é realmente fã da história da Bela Adormecida ou se gosta da própria malévola, infelizmente a história do filme vai deixar a desejar. Primeiramente, aquele magnífico dragão no qual a Malévola se transforma não existe mais, nesse novo filme ela se transforma em um outro animal. E além disso, em um certo ponto da narrativa, a cor de sua magia muda, se tornando alaranjada e dourada. Há apenas um elemento no final do filme que remete a uma cena clássica da animação, porém não é o suficiente para trazer aquela sensação de nostalgia para os fãs do desenho.

Assim como o primeiro filme, Malévola tem seus momentos bons e ruins, mas caso tenha gostado do primeiro, vale a pena conferir, já que eles seguem a mesma linha. Mas creio que não seja um longa para se ver mais de uma vez.

Malévola: Dona do Mal estréia dia 17 de outubro.

Malévola Dona do Mal

7.5

7.5/10

Pros

  • Arte
  • Figurino
  • Atuações
  • Efeitos Visuais

Cons

  • Enredo Simples
  • Roteiro Fraco
Total
0
Shares
Previous Article
5d82f5e1bd088d606c74c4f4 1

A Dama e o Vagabundo | Disney+ lança novo trailer do remake

Next Article
capa

Dia dos professores: 5 professores incríveis da ficção

Related Posts
wolfwalkers 3
Leia

Especial Oscar: Crítica | Wolfwalkers

O indicado a Melhor Animação no 93º Oscar é um filme acalentador que, com um apelo visual lindo, guia o espectador em uma fábula incrivelmente moderna.
Total
0
Share