Crítica | Milagre Azul

Um drama de superação original da Netflix baseado em fatos reais que vai te emocionar.

O filme Milagre Azul é um drama com duração de 1hora e 36 minutos. A história emocionante conta sobre Omar, um homem que dedica a sua vida para abrigar e cuidar de garotos órfãos que moravam nas ruas, assim ele e sua esposa administram a casa Hogar, um orfanato.

Porém, na parte financeira a situação não é das melhores, com dívidas que passam das casas de 100 mil doláres, com o problema de quitar as dívidas com o banco e a casa ser inundada por conta de uma tempestade, além da falta de recursos, o dinheiro começa a ser algo urgente. A saída para isso tudo é participando de um torneio de pesca, no qual o prêmio é uma alta quantia de dinheiro.

Assim, o destino de Omar e das crianças se cruzam com o destino de um Capitão rabugento bi-campeão dessa competição, e que também não tá passando por uma situação financeira boa.

Porém, para conseguir se inscrever no torneio ele precisa de uma equipe local e com isso a Casa Hogar entra para a tripulação do velho Capitão, sem saber absolutamente nada de pesca. Para conquistar o prêmio e conseguir erguer o orfanato eles precisarão ir em busca da vitória durante 3 dias.

A história real se passou no ano de 2014 no México, e o filme em si é uma grande troca de experiência e uma história de superação. Os atores dessa obra são de grande maioria descendência latina, e conta também com Dennis Quaid (Operação Cupido) no papeldo capitão amargurado que só pensa em vencer e é obcecado por pesca.

Ao longo do filme, são revelados os motivos do personagem ter tanta ambição pela vitória, um personagem muito importante para trama e com uma interpretação focada ser mais ranzinza e mais leve ao desenrolar da história.

Omar, personagem principal da trama, tem um grande desenvolvimento em tela, pois o personagem tem toda uma história por trás envolvendo o seu passado. Jimmy Gonzales é quem dá vida ao personagem que precisa superar e lidar com seus medos, bem como seu passado, que hora ou outra volta à tona.

Os dois personagens citados acima aprendem muito com as crianças, que não são as protagonistas do longa, mas são bem desenvolvidas e vão fazer você refletir. Além disso, as crianças são engraçadas, fazendo pelo menos você soltar aquele riso fraco que escapa sem nem perceber.

Com um desfecho bem previsível e que a gente torce realmente pra que seja desse jeito, o filme também trás uma reflexão sobre esperança e fé, além de como lidar com os problemas encontrados ao longo do caminho e demonstrar que não se deve optar pelo caminho mais fácil.

Com uma fotografia sensível e bela, a parte que mais surpreende são as cenas no mar, a produção também tem uns tons mais azulados que particularmente eu achei lindo. Além disso, a trilha sonora com músicas em sua maioria apenas com a melodia se torna marcante para a composição do longa e desperta sensações no espectador, ou seja, a trilha indica o que se esperar da cena em questão.

Milagre Azul

Milagre Azul
4 5 0 1
4,0 rating
4/5
NOTA FINAL
Good

Milagre Azul é um filme para assistir em família que você torce para que tudo der certo, um longa leve, com um drama gostoso de assistir, com um apelo religioso não tão forte, porém presente.

Adorei o filme e a história que ele conta, além das lições e reflexões passadas durante o drama, te fazendo se sentir empatia pelos personagens e suas vivências, além de mostrar como você deve seguir diante os obstáculos.

Vale a pena conferir e refletir sobre esse filme. Fica aí o meu convite para você separar um tempinho para assistir e até mesmo aprender com o longa!

Milagre Azul está disponível na Netflix.

Total
0
Shares
Related Posts
Total
0
Share