Connect with us
Avatar

Published

on

Nós estivemos na Liga Latina de Mortal Kombat 11 nos dias 25 e 26 de Janeiro em São Paulo para acompanhar de perto o alto nível dos lutadores de MK11 aqui do Brasil, lá conversamos com o gerente da área de Games da Warner Bros. Entertainment, Ismael Crivelli.

Cabana: Como vocês avaliam o nível dos jogadores brasileiros para essa final da Liga Latina?

Ismael: Aqui temos jogadores profissionais que já jogavam torneios não oficiais e outros que começaram recentemente e já alcançaram uma final nacional, e é essa a oportunidade da construção de uma jornada. O nível dos players está muito alta e isso só prova nossa qualidade.

Cabana: Sobre os participantes que não são pro-players, tivemos algumas surpresas aqui na final nacional, como vocês enxergam esses jogadores?

Esses Kompetidores se classificaram nas qualificatórias feitas online, as pessoas jogavam de casa, no seu próprio console. Abrimos esse caminho para players que não teriam condições de ingressar nos e-sports de equipe ou em jogos que fosse necessário um equipamento mais profissional. Isso abre um espaço mais democrático para o talento individual brilhar.

Os jogadores profissionais mesmo com todo preparo ele ainda sente o peso do favoritismo quando ele enfrenta esses talentos menos conhecidos, isso ajuda a equilibrar a balança, uma vez que o jogo não é só habilidade e técnica, também tem a questão do emocional.

“Ficamos muito felizes em trazer o torneio de Mortal Kombat para o Brasil, um país que tem uma presença muito grande nos fighting games e um dos maiores públicos de Mortal Kombat do mundo”

Ismael Crivelli

Esse espaço pode ser aproveitado revelando novos talentos e, quem sabe, um jogador que jogava em casa, treinou, se desenvolveu e chegou aqui na final latina pode ser procurado por um patrocinador ou uma equipe para também se tornar um profissional.

No sábado (25) os 32 melhores jogadores do Brasil classificados pelas seletivas online se enfrentaram para decidir quem seriam os 6 que disputariam a final latina no domingo, tivemos uma surpresa com a eliminação de KillerXinok, um dos grandes nomes no cenário.

Já no domingo os 16 melhores da América Latina se enfrentaram e o brasileiro Wellington “Konqueror” da Costa foi o campeão, garantindo vaga na final mundial em Março, nos Estados Unidos.

Advertisement
Comments

Mais lidas