Connect with us
Avatar

Published

on

A segunda temporada de The Umbrella Academy já está chegando e, para preparar você para o que tem pra vir, decidimos mostrar algumas das inspirações do quadrinho de mesmo nome.

My Chemical Romance

Uma das maiores inspirações do escritor Gerard Way foi a sua banda My Chemical Romance. Em entrevista com Rolling Stones, Gerard disse explicitamente que os integrantes da banda (assim como ele mesmo) inspiraram algumas das características presentes nos personagens.

“Estar em uma banda é como estar em uma família disfuncional e todas essas personalidades são realmente distintas e muito grandes, não apenas as pessoas da sua banda, mas as pessoas que você encontra na estrada ou a equipe com quem trabalha e todas essas coisas.”, disse o escritor.

O escritor não mentiu quando diz ter pedaços da sua personalidade e vivência nos quadrinhos. Um bom exemplo disso é o personagem Klaus, também conhecido como número 3. O fato de ter nas mãos escrito “Hello/Bye” remete a algo que o próprio Gerard fez durante suas performances na banda.

Outra característica parecida é o fato de Klaus fazer de tudo para “fugir” da realidade, recorrendo frequentemente ao álcool e as drogas. Isso aconteceu na vida de Gerard durante seus momentos difíceis de turnê, fazendo com que ele posteriormente notasse que precisava de ajuda.

Gerard também cita como era difícil a pressão dos holofotes da fama e que isso foi retratado também na fama que o grupo tem no quadrinho. “Uma banda é especialmente uma família disfuncional, então há alguns pedaços de mim em todos os personagens, alguns pedaços de alguns dos caras em alguns desses personagens e os diferentes papéis que tocaríamos na banda e como esses papéis mudavam às vezes. Estávamos em uma grande panela de pressão de fama e notoriedade e os personagens experimentam isso nos quadrinhos e no programa.”, concluiu Gerard.

Patrulha do Destino e X-Men

Quem veio antes? | 'Doom Patrol' vs. 'X-Men'

Gerard é fã de quadrinhos desde pequeno e sempre falou sobre o quanto era apaixonado por histórias da Marvel e DC Comics, e as HQs que mais o inspiraram das duas editoras foram: X-Men e Patrulha do destino, respectivamente.

Em entrevista com Universo HQ, Gerard fala um pouco sobre suas inspirações nos quadrinhos: “Cresci lendo a fase de Chris Claremont nos X-Men. Mas a primeira revista que ganhei da minha avó, quando eu estava no hospital, foi uma edição do Capitão América. Nada de X-Men. Só descobri os mutantes depois, nas comic shops. E ainda hoje suas aventuras me influenciam e me impulsionam a criar histórias.”

O escritor também diz que, por ser muito fã da empresa Dark Comics, sentia que suas histórias com tons mais pesados faltavam heróis e isso alavancou na sua escolha de tentar criar uma obra que tivesse o melhor dos dois mundos: “E eu senti que a editora não tinha um quadrinho sobre super-heróis, que era exatamente o que eu queria fazer. Então, literalmente, criei do nada toda essa história. Meio que senti esse vazio, como se algo estivesse fazendo falta, pois não existia uma equipe de super-heróis estranhos na época. A inspiração foi Patrulha do Destino, do Grant Morrison, mas não é como Patrulha do Destino. É muito diferente.“, finalizou Gerard.

O que você achou das inspirações? Já sabia ou nunca imaginava? Comenta com a gente e não se esqueça que a segunda temporada estreia em Setembro!

Advertisement
Comments

Instagram

Parceiros Editorias

Mais lidas