Esquadrão Suicida | Arlequina se veste como outro herói do DCEU

No mais recente título de Tom Taylor e Bruno Redondo, o leitor presencia uma homenagem comovente da personagem.

Esquadrão Suicida #9 terminou com um grande impacto para os leitores, visto que a equipe invadiu o edifício de Ted Kord, o homem por trás da Força Tarefa X, com o objetivo de prendê-lo, até descobrirem que o Super-Homem já havia feito isso. Mas será que era realmente o herói?

Atenção: Os parágrafos a seguir contêm spoilers.

Infelizmente, a resposta é não, uma vez que graças a uma “ilusão” o Máscara Negra se aproximou de Deadshot e lhe desferiu uma bala na cabeça, matando assim o líder  e querido companheiro do Esquadrão Suicida. Logo, a edição acaba com Floyd Lawton sendo arremessado pela janela do prédio da Kord Defense, após o ocorrido.

No entanto, o corpo de Lawton não chega ao chão, pois Aerie o pega, lentamente carregando-o para o chão. Então, eis que na edição #10 do título, os Revolucionários e Arlequina descobrem sobre a morte de Floyd Lawton, o qual cada membro tem sua própria reação, com a notícia, Osita está pálida, Chaos Kitten está com raiva e os demais estão horrorizados e tristes.

Contudo, Harley é quem segura o corpo de Floyd em seus braços, demonstrando uma tristeza profunda, afinal, ela acabou por perder um de seus amigos mais íntimos, dado que ambos eram os dois únicos membros remanescentes da equipe, desde os acontecimentos dos Novos 52. Todavia, depois de nove anos com incontáveis missões, Floyd estava morto e sua perda atingiu a personagem com força, fazendo-a honrar seu companheiro de uma maneira única e tocante: colocando sua máscara, e lutando em seu nome.

Ao passo que as forças do Máscara Negra vão contra o Esquadrão, o grupo se prepara para lutar por Lawton, com Harley tornando-se o personagem Deadshot, abandonando seu habitual bastão de beisebol, para se armar com duas pistolas, afim de atirar no maior número possível de inimigos.

Com o Esquadrão saindo de cena e entrando a bordo de sua nave, Harley tira a máscara, dando a entender que tal mudança não é permanente, visto que decidiu se vestir como Deadshot para honrar a memória de Floyd. Talvez essa atitude, fosse uma forma dela de lutar ao lado do amigo por uma última vez, ou quem sabe ema imaginou que isso, lhe daria uma chance de lutar e se vingar.

Esquadrão Suicida #10 já está disponível nas lojas físicas e digitais dos EUA.

Total
1
Shares
Related Posts
Leia

Resenha | Polina

Dance como Polina pelas páginas de fluidas de Bastien VIVÈS.
Total
1
Share