batman v superman explosion batman vs superman

Fãs da DC, admitam, vocês perderam

Depois dos filmes Man of Steel e Batman vs Superman, a DC percebeu umas coisas… Uma delas é que não se pode mais competir com a formula Marvel nos cinemas.
Aviso 2

Já foi cantada essa pedra há anos, mas muitos ignoraram e inclusive a desprezaram e agora está acontecendo: Os fãs da DC perderam e essa é a verdade.

Depois dos filmes Man of Steel e Batman vs Superman, a DC/Warner Bros. perceberam umas coisas de mercado. Uma delas é que não se pode mais competir com a fórmula Marvel nos cinemas. Filmes de heróis com filosofias e tentativa de coerência além do básico para uma criança de 10 anos não farão mais sucesso do público adolescente e adulto. A crítica também contribui para isso, tendo em vista que, para ela, qualquer filme de herói tem que ter um humor escrachado se for para adultos e temas bobinhos se forem para crianças. BvS e Man of Steel não foram filmes perfeitos, mas uma tentativa de fazerem filmes diferentes da Marvel, mas este esforço nem foi mencionado, não foi considerado importante.

Até mesmo me espanta Mulher-Maravilha 1984 ter sido amado pelos DCnautas, se pararmos para analisar a coesão da história que se inicia até o final, percebemos furos e furos de roteiro, coisas que são marcas registradas da Marvel, mas entendo estes fãs, simplesmente estão desesperados para que o DCEU continue, isso depois de varias ameaças da própria Warner de dar fim ao seu próprio universo conectado nos cinemas. Além do mais, mesmo sendo um dos melhores filmes do DCEU, diante de todos os problemas, o IMDB já o classifica como sendo pior que a Liga da Justiça de 2017.

Ao menos, se pensava que alguns influenciadores e colunistas importantes no Brasil e no mundo que colocaram nos seus perfils, VIDAS NEGRAS IMPORTAM, iriam se sensibilizar que o lançamento da Snyder Cut iria fazer justiça a todos os atores negros cortados da trama original dos cinemas ou que foram simplesmente diminuídos como Ray Fisher, comprovadamente vitima de racismo por parte do produtor Geoff Johns (detalhe que estes que colocam nos seus perfis sobre apoio ao movimento negro) não falaram nada sobre ou só soltaram notinha de Twitter para falar “nossa, que horrível” e continuaram a sua alienação pessoal e coletiva metendo pau em um filme que nem viram.

Ignoram o fato de que o estúdio promove boicote aos seus próprios projetos, limitando a criatividade dos seus diretores. Na verdade, erra quem pensa que crítico é um ativista da arte, muitos são simplesmente militantes do seu próprio ego. Ao invés de tentarem enxergar o que o artista quis passar com a obra, muitos já se entregam as suas próprias paixões no decorrer dos seus escritos.

Hoje o fã da DC está entregue… Qualquer roteiro engole, qualquer história abraça, muitos que andam com a blusa da editora nos eventos queriam que a DC fosse um puxadinho da Marvel na Warner. Ora, se a crítica quer, a imprensa quer, uma parte considerável dos fãs querem e até mesmo os fãs do Snyder já se deram por satisfeitos, a Warner está mais que certa em dar roteiros rasos, e filmes esquecíveis, é isso o que dar retorno e dinheiro.

Já ouvi muitos jornalistas falarem do ego do Snyder, mas não seria ego também já sentenciar filmes como épicos ou maravilhosos antes mesmo de sentar o traseiro no cinema? Ou o contrário, julgar um filme como ruim ou desnecessário só por causa do que se ler nos créditos do nome do diretor?

Muitos querem sentenciar o tempo que diretores ficam na DC, mas se pudessem deixariam o Joss Whedon acusado de assédio moral e de racismo como diretor da Marvel por uns 20 anos, quem se importa que o Joss seja isso tudo, não é mesmo?

O sonho de uma DC parecida com os quadrinhos nos cinemas morreu, não existe mais esperança ao que está aí.. Que Snyder e os fãs sigam em frente.

Total
0
Shares
Previous Article
cavaleiro negro 1

O Cavaleiro Negro volta para os quadrinhos com HQ solo

Next Article
Resident Evil Reboot Cinema CDL 1280x720 01

Reboot de Resident Evil encerra filmagens

Related Posts
Design sem nome
Read More

Resenha | Cielo Rojo

Livro fala sobre amar as diferenças através do romance entre pessoas opostas.