J.K. Rowling diz que está recebendo ameaças de morte e volta atacar o movimento trans

Escritora generalizou todo o movimento trans ao denunciar ameaças de morte que está recebendo.

A autora de Harry Potter, e uma das escritoras mais bem sucedidas da história, J.K. Rowling compartilhou que está sendo ameaçada de morte e voltou a generalizar o movimento de pessoas trans.

No seu Twitter, a escritora que foi repreendida até mesmo pelo elenco do filme Harry Potter após falas transfóbicas, voltou a se manifestar, desta vez denunciando ameaças de morte e algumas bem pesadas como de estupro, o problema é que ao final ela generaliza o movimento trans como se este grupo que a ameaçou representasse todo o movimento por si só.

Para ser justo, quando você não pode fazer com que uma mulher seja demitida, presa ou deixada cair pela editora, e cancelá-la só fez as vendas de seus livros subirem, só há realmente um lugar para ir

“Sim, mas agora centenas de ativistas trans ameaçaram me espancar, estuprar, assassinar e me bombardear. Percebi que esse movimento não representa nenhum risco para as mulheres”

Rowling sofreu grande retaliação por parte não so do elenco de Harry Potter, mas por grande parte de celebridades, incluindo o escritor Stephen King, que classificaram suas falas como transfóbicas.

Seus posicionamentos acarretaram até mesmo em uma carta publica divulgada pela Warner Bros. (que possui os direitos de Harry Potter) dizendo serem contra as falas da escritora. Atualmente nos cinemas Animais Fantásticos (franquia baseada no mundo criado por ela) deve ter a estreia do seu terceiro filme ano que vem.

J.K Rowling não indicou se vai escrever novos livros baseados em Harry Potter até o momento.

Total
73
Shares
Related Posts
Total
73
Share