Connect with us
Avatar

Published

on

Fogo no parquinho? Parece que não, é fogo em alto mar de verdade.

Jason Momoa, o Aquaman da DC Comics nos cinemas partiu em defesa de Ray Fisher, sobre as acusações de abusos envolvendo pessoas importantes no cinema, como Joss Whedon (diretor de Vingadores) e Geoff Johns (produtor executivo de varias obras audiovisuais da DC Comics, inclusive escritor de quadrinhos da casa).

O ator usou seu instagram para se pronunciar e ainda disse que um filme chamado Frosty, que conforme alguns veículos de mídia divulgaram, seria protagonizado por ele e inclusive produzido por Geoff Johns é uma farsa, uma cortina de fumaça para encobrir os verdadeiros responsáveis pelo problemático set da Liga da Justiça.

“Isto tem de parar e precisa de ser visto, o que o Ray e toda a gente viveu, precisa de ser devidamente investigado. Só acho que é muito mau quando lançam um falso anúncio de um filme chamado Frosty sem a minha permissão para tentar distrair sobre o assunto. O que o Ray estava falando, sobre a maneira de como estávamos sendo tratados nas regravações de Liga da Justiça. Coisas sérias se passaram. Isto precisa de ser investigado e as pessoas em questão precisam de ser responsabilizadas

Ray Fisher acusou a Warner Bros. de conduzir a investigação sobre o assunto de forma estranha, para começar o ator se queixou que a investigação não esta sendo feita pela WarnerMedia, controladora da Warner mas sim pela própria Warner Bros. cujo altos executivos da empresa incluindo Walter Hamada e Geoff Johns foram denunciados por Fisher.

Ray Fisher terá um destaque também no próximo Liga da Justiça, uma versão do diretor do filme de 2017 de mesmo nome que será lançada em 2021 na HBO Max.

Ray Fisher ainda esta em negociações para viver Cyborg no filme do Flash.

Advertisement
Comments

Parceiros Editorias

Mais lidas