Joaquin Phoenix crítica a falta de “negros” no Bafta após receber prêmio

joker 8

Joaquin Phoenix fez um discurso ao qual falou sobre o racismo sistêmico depois de ganhar o prêmio BAFTA por sua atuação no Coringa.

Quando Joker estreou no Festival de Cinema de Veneza, os críticos imediatamente identificaram o filme como um potencial candidato à temporada de premiação e encararam Joaquin Phoenix como favorito para o reconhecimento de Melhor Ator. 

Agora, essas previsões estão se mostrando corretas à medida que a temporada de prêmios se desenrolam e Joquin Phoenix continua a receber elogios por seu desempenho como o Coringa.

Ontem à noite, Joaquin Phoenix adicionou o prêmio BAFTA de Melhor Ator e fez um discurso contra o racismo durante o qual ele chamou a organização por sua falta de diversidade. 

Enquanto Joaquin Phoenix reconheceu que está honrado por ter ganho por sua atuação no Coringa, o ator admitiu que se sente em conflito devido à exclusão de pessoas negras entre os indicados ao prêmio BAFTA de 2019 e na indústria cinematográfica como um todo:

“Eu não fiz tudo o que posso para garantir que os conjuntos nos quais trabalho sejam inclusivos. Mas acho que é mais do que apenas ter cenários multiculturais. Temos que fazer um trabalho duro para entender verdadeiramente o racismo sistêmico. Eu acho que é a obrigação das pessoas que criaram, perpetuaram e se beneficiam de um sistema de opressão serem as que o desmantelem, e isso depende de nós

Você pode conferir o discurso completo de aceitação do prêmio BAFTA de Joaquin Phoenix no vídeo abaixo!

Total
0
Shares
Previous Article
a menina que matou os pais

Filmes sobre caso Von Richthofen ganha primeiro trailer

Next Article
Capa Cabana do Leitor 2

Resenha | Star Wars - Uma nova esperança: a vida de Luke Skywalker