mamma mia here we go again

Mamma Mia: Lá Vamos Nós de Novo! “Uma experiência afetiva incompleta”

Cinco anos depois dos acontecimentos do primeiro filme, Sophie Sheridan (Amanda Seyfried) está prestes a reinaugurar o hotel que era o grande sonho de sua mãe, Donna (Meryl Streep). Para comemorar, ela decide realizar uma festa com a presença de seus três pais: Harry (Colin Firth), Bill (Stellan Skarsgård) e Sam (Pierce Brosnan) e as eternas amigas da mãe, Rosie (Julie Walters) e Tanya (Christine Baranski), ao mesmo tempo em que precisa lidar com a ausência do noivo Sky (Dominic Cooper).

Ao descobrir que está grávida, Sophie busca inspiração para a maternidade lembrando o passado da mãe. No fim dos anos 70, a jovem Donna (Lily James) viveu muitas aventuras com seu grupo musical “Donna And The Dynamos”, em parceria com Tanya (Jessica Keenan Wynn) e Rosie (Alexa Davies). Ela viajou o mundo, conheceu e viveu relacionamentos intensos com três homens bem diferentes: Harry (Hugh Skinner), Bill (Josh Dylan) e Sam (Jeremy Irvine).

No núcleo jovem, Lily James faz uma composição adorável para Donna. Carismática, talentosa e com um bom potencial vocal, Lily é o ponto alto do filme. Donna é apresentada como uma jovem destemida capaz de encantar três homens ao mesmo tempo. Buscando o seu lugar no mundo sem ter medo de novas aventuras, Donna é definitivamente uma mulher à frente do seu tempo.

Nas participações especiais, a cantora Cher faz uma participação especial interpretando Ruby Sheridan, a ausente mãe de Donna e disposta a assumir o papel de avó de Sophie. Com apenas três anos de diferença entre Cher e Meryl, soa absurdo que possam ser mãe e filha. Andy Garcia tem um pequeno papel como Cienfuegos, o charmoso gerente do hotel. Ele e Cher cantam num dueto uma das canções mais emblemáticas do ABBA: “Fernando”.

Produzida por Benny Andersson, a trilha sonora do filme, é claro, só tem composições do ABBA, como manda o musical original da Broadway. Além de ter clássicos como “Dancing Queen”, “Mamma Mia!” e “Waterloo”, a lista de canções ainda inclui “When I Kissed The Teacher”, “Andante Andante” e “Angel Eyes”.

Mamma Mia Lá Vamos Nós de Novo!

O ponto fraco de “Mamma Mia 2” é o roteiro escrito por OI Parker, Richard Curtis e Catherine Johnsson. Sim, o filme continua fofo e dando vontade de cantar e dançar. Para escrever a continuação, os roteiristas decidiram sacrificar, desnecessariamente, a personagem que é a alma do filme. O roteiro deixa nítido que o arco narrativo da trama se esgotou, visto que os personagens adultos perderam a autonomia e só estão ali para apoiar Sophie, além de contradizer o primeiro filme em vários momentos.

Anunciado como o filme mais alto astral do ano, temos uma grande homenagem para Donna, oras fazendo sorrir ou se emocionar. Apesar de ter seus bons momentos, a ausência de Meryl Streep é profundamente sentida e perde-se um pouco do brilho. Se o primeiro filme retratava a relação de mãe e filha e a busca por seu pai biológico, a sequência é uma celebração de juventude, amizade e amor. Para quem é fã de “Mamma Mia – O Filme”, a experiência afetiva está incompleta.

Mamma Mia! Lá Vamos Nós De Novo estreia dia 1 de agosto nos cinemas.

Total
0
Shares
Previous Article
missao impossivel fallout

Personagem da franquia Missão Impossível morreria logo no começo de Fallout

Next Article
Chris Hardwick Chloe Dykstra

Acusado de abuso por sua ex namorada apresentador é reintegrado a AMC e NBC após investigação

Related Posts