Capa Cabana do Leitor 1

Resenha | Abismo do Mal

Leitura obrigatória para todos os fãs de horror mesclado ao folclore nacional.

Abismo do Mal foi publicado em 2019 pela editora Lura, organizado por Gabriel G. Sampaio e escrito por vários autores. Gabriel G. Sampaio é escritor de contos de terror e ficção, seus principais títulos são: Warwolf: O Ritual (2014); Exídium (2017); Exceção Hostil (2018).

cc43d563e3cdf945de58f4649b8f0e72

O livro é uma homenagem aos contos de H.P. Lovecraft e narra diversas histórias baseadas nos mitos de Cuthullu mescladas com lendas, deidades e folclores brasileiros. Também é um convite aos leitores para conhecer os escritores brasileiros e ajudar a disseminar o terror cósmico pelo Brasil. A antologia reúne relatos, contos e romances em lugares e com personagens nacionais, a fim de enriquecer esse cenário.

“Corvus Oculum Corvi Non Eruit”

(UM CORVO NÃO ARRANCA O OLHO DE OUTRO CORVO)

Todos os contos são muito bem escritos, porém alguns ficaram muito imediatos, deixando nublada a mensagem que querem passar, além de antecipar o final. Um exemplo disso é o conto A Cidade e Conchyliosite. Entretanto, isso não é nada que foge da proposta e ainda é uma boa maneira de quebrar o fluxo entre um conto mais extenso e outro, por ser pequeno e simples. É fácil perceber que houve uma grande dedicação na literatura, para ficar realmente com um ar de que os relatos saíram de fato de um livro de Lovecraft. É interessante também como os textos são bastante embasados no cotidiano brasileiro, tanto de agora como no passado, o que é o caso do conto O Castelo. É fato que houve muita pesquisa histórica, tanto das lendas e folclores, quanto dos próprios cenários retratados, o que enriquece e muito a obra.

“Quieta Non Movere”

(NÃO MEXER COM O QUE ESTÁ QUIETO)

O jeito que as lendas brasileiras foram modificadas para se adequar ao universo cósmico não afeta em nada a cultura e o povo que as criaram primeiramente. Dessa forma, a essência brasileira em momento algum é deixada de lado. Na verdade, isso acaba enriquecendo a obra, deixando-a muito mais elaborada. É notável o cuidado para não deixar que a cultura geral seja abalada.

O folclore apresentado mesclou muito bem com o terror cósmico, como se já fizessem parte da mitologia Lovecraftiana. Este processo só fez enriquecer ainda mais os mitos do Cuthullu, por exemplo, como os da nossa própria história, abrindo portas para grandes obras de horror no cenário nacional. Essa característica é tamanha que realmente parece uma chamada para que o terror cósmico seja mais difundido por aqui. Também é um convite para que os escritores nacionalizem suas obras, o que faria mudar o jeito que olhamos nosso território e sua história tão rica.

“Em realidades mais sombrias até o tempo podia morrer”

Abismo do Mal é, acima de tudo, para aqueles que gostam de terror cósmico e buscam histórias novas dos mitos de Cuthullu, pois é uma homenagem para tudo aquilo que Lovecraft se dedicou, uma obra escrita de fãs para fãs.

Abismo do Mal é uma ótima pedida para aqueles que gostam do Brasil e querem ver seu folclore de forma mais adulta e como ele realmente deve ser visto: rico.

Total
0
Shares
Previous Article
Robert Pattinson batman

Matt Reeves anuncia início das filmagens de The Batman

Next Article
rainbow six siege pro league 4k 2560x1440 1

FaZe Clan tenta encerrar turno na liderança da Rainbow Six Pro League

Related Posts