Mulher maravilha

Resenha | Mulher-Maravilha: Sangue

Uma Mulher- Maravilha num arco incrível regado a mitologia Grega.

A Mulher-Maravilha se tornou um ícone, e hoje divide o trono com grandes personagens, seja dos quadrinhos, das animações e até mesmo do cinema. Diana, a princesa-guerreira ,que transpira empoderamento, tem uma legião de fãs tanto homens como mulheres, e de todas as idades, não é à toa que ela merece estar nesse novo arco dos Novos 52.  

Mulher-Maravilha: Sangue | Wiki | • DC Comics™ Amino
Mulher-Maravilha: Sangue (Cliff Chiang eTony Akins)

Nessa HQ incrível, com roteiro por Brian Azzarello (Coringa) e artes de Cliff Chiang (Paper Girls)  e Tony Akins (Aliens) nos deparamos com uma história diferente da Diana, onde a ex princesa guerreira acaba por enfrentar conflitos de seu passado, nos apresentando, assim, uma origem alternativa. 

Atenção: a partir desse ponto, a matéria pode conter spoillers. 

A história gira em torno de Zola, uma garota que está fugindo da fúria de Hera, e sendo atacada por dois minotauros, o motivo é nada mais, nada menos, por estar grávida de Zeus. Obviamente que a deusa não iria permitir que outro herdeiro ousasse roubar o lugar de seus filhos. Diana passa então, a protegê-la, e aos poucos no desenrolar da história vai descobrindo mais e mais sobre sua origem e desconfiando das suas irmãs Amazonas e seu passado como um todo. 

A forma com que Azarello mostra os deuses mitológicos de forma muito acessível, e a interação da Diana com todo esse universo é igualmente diferente do que estamos acostumados e incrível. A ilustração pode chocar um pouco no início, pois têm pouco da nossa mulher-maravilha de hábito, e mais de uma guerreira grega, chegou a me lembrar Xena por vezes. A história conta com muito drama, violência e inúmeras referências a mitologia grega, que ficaram na medida, não deixando a história forçada.

Mulher Maravilha: Sangue | Amazon.com.br

Apesar do clichê de sempre, onde Zeus é infiel, lutas por poder e guerra no Olimpo, o roteiro não perde o ritmo e senti que há muitas brechas para uma continuidade nessa história. Esta edição da Panini foi feita em Capa Dura de Luxo e tem lombada quadrada, papel couché e uma ótima diagramação. O volume contém as edições Wonder Woman 1-6.

Empoderamento, dramas, violência, mitologia, roteiro e um arco maravilhoso se abrindo é o que você pode esperar dessa HQ. Se é você é um grande fã ou gostaria de ver algo diferente da Wonder Woman, essa é sua deixa ideal. Ou vai se apaixonar por Diana, ou se reapaixonar. 

Leia essa HQ incrível, e me conta depois o que achou.

Mulher – Maravilha: Sangue. Está disponível para compra aqui.

Total
0
Shares
Previous Article
the ancient magus bride

Resenha | The Ancient Magus Bride vol. 1

Next Article
call of duty mobile conquest season 9

Call of Duty: Mobile - Season 9 Conquest | Nova temporada começa

Related Posts