Connect with us
Jacqueline Cristina

Published

on

Desde que criaram a nação de Krakoa, os X-Men tornaram-se cada vez menos preocupados com as visões do resto do mundo, sendo que em sua missão mais recente, em Marauders #10, Emma Frost, a Rainha Branca revela que isso se estende até mesmo para as ideias de moralidade, que sustentaram a equipe no passado.

Atenção: Os parágrafos a seguir podem conter spoilers de Marauders #10 por Gerry Duggan, Stefano Caselli, Edgar Delgado, Cory Petit e Tom Muller.

Enquanto a vida dos soldados que enfrentam a bordo de um navio russo é poupada, os Marauders, especificamente Emma Frost, cruza uma linha moral importante usando sua telepatia para não apenas apagar as memórias, mas também para reescrever completamente as mentes de seus inimigos.

Após aprenderem toda a extensão da tecnologia que é contra o poder mutante, o qual foi desenvolvido por uma coalizão de nações resistentes a Krakoa, Tempestade e Frost montam a equipe dos Marauders para um ataque cirúrgico a um protótipo portátil da arma. Tal ataque é rápido e brutal, visto que o navio russo estava completamente despreparado para os mutantes.

À medida que os X-Men segue as leis de Krakoa e não matam os humanos, Emma tem uma punição ainda mais fria para eles, visto que a mutante, juntamente com as irmãs Stepford capturam os soldados russo, trazendo-os a bordo de sua própria nave. Estando sob sua custódia, os telepatas usam seus poderes para apagar todas as memórias que os soldados têm do mês anterior, assim como também usam seus poderes para ajustar permanentemente as mentes e personalidades dos homens, tornando-os de modo que até mesmo o pensamento de crueldade para qualquer minoria – não apenas mutantes – vai torná-los fisicamente doentes.

É certo que tal atitude gera menos pessoas odiosas no Universo Marvel, visto que Frost não matou ninguém, contudo, isso apenas dá uma demonstração assustadora do poder da Rainha Branca. Limpar a mente dos soldados e manipulá-los é uma linha moral decididamente complicada para andar, e chega perigosamente perto da lavagem cerebral. Para uma personagem que tem sido uma vilã com tanta frequência como ela tem sido uma heroína, as implicações morais desta ação são ainda mais preocupantes e falam de uma potencial podridão moral no núcleo de Krakoa.

Por fim, é certo que os aliados humanos dos X-Men não estão imunes aos caprichos da espécie mutante, caso decidam que algo é primordial para a segurança de Krakoa. Com muitos super-heróis e até mesmo vilões como o Doutor Destino temendo que os mutantes não possam mais ser considerados heróis, a revelação do que Emma vem fazendo pode ser a gota d’água para que os outros heróis do Universo Marvel lutem contra os X-Men.

Marauders #10 já se encontra disponível nas plataformas físicas e digitais dos EUA.

Advertisement
Comments

Mais lidas