Connect with us
Avatar

Published

on

Um vídeo publicado nas redes sociais esta semana mostra um destino um pouco diferente para a Viúva Negra em Vingadores: Ultimato. No conteúdo extra, que ficou de fora da edição final do filme, ainda tem a personagem de Scarlett Johansson tirando sua própria vida para que o Gavião Arqueiro (Jeremy Renner) consiga a Joia da Alma.

No entanto, a versão alternativa mostra que em vez do embate entre Natasha e Clint para ver quem vai se sacrificar, os heróis são surpreendidos pela chegada de Thanos (Josh Brolin) e sua tropa. Sem saída e gravemente ferida pelos vilões, a heroína não enxerga outro jeito de resolver o problema e se joga do penhasco como um último ato de heroísmo. Veja:

A produção, um dos marcos do cinema moderno, arrecadou US$ 2,79 bilhões mundialmente e se tornou o filme de maior bilheteria na história do cinema.

Vingadores: Ultimato está disponível para exibição na Amazon Prime Video.

Publicitário, designer gráfico e nas horas vagas um entusiasta de filmes, séries, animes, tokusatsus e HQ's desde os anos 90... Sem essa de Marvete ou DCnauta: o esquema é ter histórias boas para serem contadas! #FicaDica

Advertisement
Comments

cinema

Sean Connery morre aos 90 anos

Ícone do cinema, ator foi o primeiro a interpretar o agente 007 nos cinemas.

Avatar

Published

on

Faleceu na madrugada deste sábado (31) o ator Sean Connery, conhecido mundialmente por ter vivido a primeira versão de James Bond nos cinemas. Um dos maiores ícones da sétima arte, o britânico tinha 90 anos e, segundo apurou o site de notícias BBC, morreu dormindo em sua residência nas Bahamas.

Com mais de 50 anos de carreira e 94 papéis no currículo, Connery atuou em seis longas da franquia 007 entre as décadas de 1960-80 e foi apontado em inúmeras enquetes como o melhor intérprete de James Bond. Além disso, o ator venceu o Oscar em 1988 na categoria de melhor ator coadjuvante por seu papel no drama Os Intocáveis, de Brian de Palma.

O astro também venceu o Globo de Ouro por três vezes, o Bafta por duas vezes e acumulou mais de 30 prêmios durante a carreira. Connery também se destacou em produções como O Nome da Rosa (1986), onde deu vida ao protagonista, e Indiana Jones e a Última Cruzada – de 1989, no qual interpretou professor Henry Jones, pai do arqueólogo vivido por Harrison Ford.

Em 2000, recebeu o título de cavaleiro da Ordem Britânica da Rainha Elizabeth II. O último trabalho de Connery foi a animação Sir Billi, lançada em 2012, na qual ele fez a voz do personagem principal.

Continue Reading

cinema

Sacha Baron Cohen doa 100 mil dólares para comunidade de babá que aparece em Borat 2

Depois que Jeanise Jones conquistou o público em Borat 2, a estrela e criador Sacha Baron Cohen entrou em contato para ajudar.

Avatar

Published

on

By

Depois que Jeanise Jones conquistou o público em Borat 2, a estrela e criador Sacha Baron Cohen entrou em contato para ajudar.

O ator doou $ US 100.000 para a comunidade de Jones em Oklahoma City em seu nome. O dinheiro, que será distribuído pela Igreja Batista Ebenezer a pedido de Jones, e foi destinado para abrigo, alimentação e quaisquer outras necessidades da comunidade.

Jones rapidamente se tornou uma estrela emergente do filme quando ela apareceu como uma “babá” para o personagem de Tutar, interpretado por  Maria Bakalova, pensando que Tutar era uma garota de 15 anos que corria o risco de se casar com um homem mais velho. Jones originalmente pensou que ela estava participando de um documentário sobre noivas crianças.

O pastor Derrick Scobey, que já montou um G oFundMe para Jones que atingiu mais de US $ 127.000 em doações, diz à People que está grato por Cohen querer apoiar Jones e acreditar no alcance da comunidade da igreja e na capacidade de ajudar. Ele também enfatizou que nenhum dinheiro irá para a própria igreja.

Borat 2 está disponível no Amazon Prime.

Continue Reading

cinema

Joss Whedon nega que tenha embranquecido personagem da Liga da Justiça

O diretor culpou o colorista do filme pela mudança de tonalidade de pele dos atores negros.

Avatar

Published

on

By

Em uma entrevista a revista Forbes, Ray Fisher acusou entre executivos da Warner e o diretor Joss Whedon de racismo, e ainda disse que o diretor embranqueceu uma personagem do filme pois ouviu dizer que ele não gostava de pessoas negras.

O diretor agora pouco respondeu (através de um porta-voz ao site EW) as acusações do ator que interpretou Cyborg no filme da Liga da Justiça, dizendo que não existe qualquer prova sobre o ocorrido e negou que tenha feito embranquecimento de personagem do filme.

“O indivíduo que ofereceu esta declaração reconheceu que era apenas algo que ele tinha ouvido de outra pessoa e aceitou como verdade, quando na verdade uma simples pesquisa provaria que era falso. Como é padrão em quase todos os filmes, havia várias pessoas envolvidas na mixagem do produto final, incluindo o editor, o responsável pelos efeitos especiais, o compositor, etc., com o colorista sênior responsável pelo tom, cores e clima da versão final. Esse processo foi ainda mais complicado neste projeto pelo fato que [o diretor original] Zack [Snyder] filmou, enquanto Joss refilmou, o que exigiu que a equipe, liderada pelo mesmo colorista sênior que trabalhou em filmes anteriores para Zack, reconciliasse os dois.

Fisher também disse à Forbes : “Antes do processo de refilmagem da Liga da Justiça, conversas abertamente racistas foram mantidas e entretidas – em várias ocasiões – por ex e atuais executivos de alto escalão da Warner Bros. Pictures. Os tomadores de decisão que participaram dessas conversas racistas foram Geoff Johns, Jon Berg e o atual presidente do Warner Bros. Pictures Group, Toby Emmerich”

A declaração do porta-voz de Whedon não nega categoricamente que tal mudança foi feita, mas empurra a culpa potencial para mais partes, como o colorista do filme.

A Warner Bros. se recusou a comentar as últimas declarações de Fisher ao EW.

Zack Snyder’s Justice League estreia em 2021 na HBO Max.

Continue Reading

Parceiros Editorias