Connect with us

cinema

Youtuber compara fãs do Snyder a extremistas violentos

Zack Snyder’s Justice League estreia em algum momento de 2021 na HBO Max.

Avatar

17 de janeiro de 2021

zack snyder

Ray Fisher continua sua luta para provar que executivos da Warner promoveram racismo durante a produção do filme Liga da Justiça, entre eles Geoff Johns, e que Walter Hamada, atual presidente da DC Films tentou acobertar algumas coisas.

Agora um ilustrador resolveu fazer uma arte controversa usando como base de apoio uma foto que Snyder divulgou da Mulher-Maravilha em pré-produção, aonde ela segura três cabeças de inimigos em uma guerra, sendo que na imagem o ilustrador colocou a foto de executivos da Warner decapitados pela MM.

A grande maioria os fãs da tag de apoio a Ray Fisher e de apoio a Snyder Cut, pediram que o artista eliminasse a arte nos comentários, pois isso não representava a luta que eles estavam travando, tanto Ray Fisher como Snyder, em seus respectivos campos, o artista ignorou os pedidos.

Então, um youtuber (verificado pelo Twitter) pegou a imagem e a compartilhou no seu perfil, culpabilizando os fãs que lutam contra o racismo que Ray Fisher alega ter sofrido como qual os fãs do Zack Snyder. Em nenhum momento o youtuber criticou a ilustrador que fez a arte que os fãs estão pedindo para ser retirada e ainda pede para Snyder e Ray Fisher acalmarem seus fãs antes que eles invadam a Warner Media, tal como extremistas invadiram a sede do congresso americano.

Jesus @RayFisher E @ZackSnyder O lado extremista que #IStandWithRayFisher está se organizando, está boicotando a HBO Max e AGORA eles estão colocando essa merda para fora ?! WTF? DOENÇA. Retire a maldita evidência ou aceite o veredicto. Termine isso antes que eles invadam a Warner Media

Retrospectiva do movimento da Snyder Cut

A Snyder Cut é um movimento que surgiu após o lançamento desastrosos do filme Liga da Justiça dirigido por Joss Whedon (Vingadores e Vingadores Era de Ultron). Ano passado depois de muita pressão aonde diversas pessoas, como atores, produtores e empresas se reuniram em apoio, o movimento conseguiu convencer a Warner Bros. a promover a Liga da Justiça na visão do diretor original, afastado depois do suicídio da sua filha, Autumn Snyder, aos 20 anos de idade.

Em dezembro do ano passado o movimento arrecadou mais de R$ 2,5 milhões para a associação estadunidense Fundação Americana para Prevenção do Suicídio, como forma de homenagear a filha do diretor.

Recentemente o movimento se juntou a outro movimento, Vidas Negras Importam (Black Lives Matter), para pedir uma solução ao caso de Ray Fisher que denunciou poderosos executivos da Warner de racismo.

Zack Snyder’s Justice League estreia em algum momento de 2021 na HBO Max.

Avatar

Produtor, escritor nas horas vagas, administrador, editor e fundador do site CDL.

PUBLICIDADE
comentários